fbpx

Estresse financeiro: impacto sobre a saúde mental e física

O estresse financeiro tem potencial para causar severo sofrimento mental, emocional e físico sobre as pessoas.  Como o dinheiro é necessário para quase tudo no mundo atual - quase tudo tem de ser comprado e pago com uso do dinheiro - os efeitos da falta do dinheiro podem afetar as pessoas em quase todas as esferas da vida.

Há várias possíveis causas para o estresse financeiro, como dívidas, perda de emprego, despesas com saúde ou gastos compulsivos. Mesmo situações inesperadas podem causar estresse financeiro, por falta de poupança para situações inesperadas.

No Brasil atual, com a crise econômica e política, a queda da produção industrial e da atividade comercial e de serviços, o desemprego atingiu números alarmantes e o nível de estresse financeiro aumentou assustadoramente na população geral.

Em Curitiba, em nossa clínica, temos atendido um número crescente de pessoas sofrendo as consequências diretas de todo esse contexto econômico sobre a saúde mental e física.

O estresse financeiro pode afetar a saúde de diversas maneiras, e os problemas de saúde que que daí derivam podem afetar seus relacionamentos, sua vida profissional, social e  seu patrimônio.

Depressão e ansiedade são as duas condições interligadas e claramente relacionadas ao estresse financeiro, e causam insônia, irritabilidade fácil, angústia, tendência ao isolamento, preocupações contínuas quanto ao futuro da família, explosões emocionais, pensamentos de morte e até ideação suicida. A necessidade leva ao uso do limite do cheque especial ou do cartão de crédito (com juros bancários que chegam a até 500% ao ano, claramente um abuso de poder econômico legalizado, visto que nada justifica juros tão elevados),  somente faz aumentar a angústia devido ao endividamento. 

Uma vez sob intenso estresse financeiro, hormônios do estresse como adrenalina e cortisol são liberados e se mantém elevados, o que causa aumento de pressão sanguínea e uma série interminável de perturbações físicas, podendo inclusive, em pessoas que sofrem de doença cardíaca, vascular ou metabólica causar desde infarto até acidente vascular cerebral e agravamento de diabetes, passando por agravamento de doenças autoimunes.

A ansiedade quando excessiva deve ser tratada, e a ansiedade causada pelo estresse financeiro não é diferente, pois é preciso calma, discernimento e capacidade de concentração para cortar gastos, organizar as finanças, procurar emprego ou participar de uma entrevista com um possível empregador. Caso você esteja precisando de ajuda para controle do estresse financeiro nos procure, pois temos ajudado muitas pessoas no controle da ansiedade e angústia causada por ele.

Texto do Dr. Lincoln Cesar Andrade

Permitida a reprodução e divulgação desde que citada a fonte (autor e site)

Dr. Lincoln C. Andrade é médico psiquiatra, com residência médica pelo HC/USP, especializado no atendimento de pessoas em crise emocional, estresse, transtornos de ansiedade e pânico. Tem vinte anos de experiência no atendimento de pessoas em crise emocional de qualquer origem. Criou e mantém em sua clínica o programa CALMA, especializado no tratamento de ansiedade e pânico. Agendamento de consultas pelos fones (41) 30391890 e 996437333.

"Clínica Dr. Lincoln Andrade, a clínica de referência no tratamento do estresse elevado,  ansiedade, pânico e crises nervosas em Curitiba".

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário