fbpx

Estresse do Cuidador de Idosos

Para facilitar o entendimento do estresse e do sofrimento mental a que está submetido o cuidador de idosos, este artigo foi preparado na forma de perguntas e resposta:

Cuidadores de idosos se estressam muito?

A pessoa responsável pelos cuidados com o idoso dependente para as atividades de vida diária, profissional ou familiar, principalmente quando é a cuidadora única, está sujeita a intensos fatores geradores de estresse.

Quais os fatores de estresse que afetam o cuidador de idosos?

Alguns desses fatores estressores envolvem falta de tempo para si mesma, sobrecarga de trabalho, cuidados que vão da alimentação à higiene do idoso, até mesmo isolamento social.

Quais as dificuldades que o cuidador de idosos com doença de Alzheimer enfrentam no dia-a-dia?

Quando o idoso sofre de demência (Alzeimer e outras demências) o cuidador muitas vezes precisa lidar com comportamentos que são estranhos para a maioria das pessoas, gritos, violência, desorientação, insônia e perambulação do idoso, além de queixas dos vizinhos e até mesmo denúncias infundadas de maus tratos.

Quais as consequências desse tipo de estresse sobre o cuidador de idosos?

Todos esses fatores, em conjunto ou isoladamente, podem determinar quadros graves de ansiedade, irritabilidade, depressão e mesmo ideação sucida no cuidador. Quando o cuidador tem doenças como diabetes e hipertensão o quadro clínico pode descompensar devido ao alto nível de estresse, e muitas vezes a pessoa que cuida acaba mais adoecida do que o idoso de quem cuida.

O que o cuidador de idosos pode fazer para evitar ou reduzir o nível de estresse ao qual está sujeito?

Cuidados como não trabalhar número excessivo de horas como cuidador, ter vida social e familiar e o apoio de outras pessoas para os cuidados do idoso são fundamentais para garantir qualidade de vida a quem cuida de outro ser humano. Quando o cuidador apresenta sinais de ansiedade elevada ou depressão, o melhor é procurar o médico psiquiatra com experiência com idosos.

Texto de autoria do Dr. Lincoln Andrade
Permitida a divulgação e reprodução desde que citada a fonte (autor e site)

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário