fbpx

Entenda o que são preocupações improdutivas, e por que elas causam tanta ansiedade

Preocupação é um evento mental comum a todas as pessoas, mas neste artigo vou abordar a preocupação patológica.  Por isso vou começar esse artigo explicando o que é preocupação patológica, crônica:

Preocupação patológica se caracteriza por uma sequência de pensamentos persistentes, repetitivos e de difícil controle, cuja característica central é a incerteza sobre a possibilidade de ocorrência de algum evento futuro negativo, ameaçador, e a pessoa não consegue reduzir a sensação incômoda de incerteza quanto a ocorrência de tal ameaça.

A preocupação patológica de uma pessoa tem vários componentes, que se encontram listados abaixo:

  • Um padrão de pensamentos  repetitivos sobre a ocorrência de possível evento negativo, catastrófico
  • Ansiedade elevada relativa ao evento
  • Dificuldade para lidar com as incertezas a respeito do evento que gerou a preocupação
  • Tentativa infrutífera de controle dessa incerteza
  • Dificuldade significativa para lidar com os riscos relativos ao evento
  • Incapacidade de se acalmar com as possíveis soluções encontradas para os riscos
  • Busca da solução perfeita
  • Incapacidade de evitar a preocupação pela incapacidade de aceitar as soluções encontradas
  • Aumento da preocupação ao final do processo de ruminação dos pensamentos

O pensamento de pessoas com preocupação patológica é repleta de "E se...". Quando diante de uma das tantas situações de vida que lhe causam preocupação, o ansioso patológico se perde em perguntas iniciadas por "E se". E se não der certo? E se faltar dinheiro? E se o  serviço não ficar bom? E se os vizinhos reclamarem?

O mais complicado desse processo patológico de preocupação é que a pessoa não consegue se convencer de que alguma solução será positiva, e assim continua se perdendo em ruminações, sofre continuamente, fica tensa, se desgasta, cansa, se irrita. Trata-se então de um circulo vicioso de preocupação, aumento de ansiedade, desgaste e mais preocupação.

Para deixar de ser refém da ansiedade patológica uma pessoa tem três alternativas:

  • Uso de medicamentos
  • Psicoterapia cognitiva
  • Treinamento em técnicas de medicina mente/corpo

Em nossa clínica utilizamos as três modalidades de tratamento, de acordo com o perfil e a preferência de cada paciente individualmente. Saiba que a preocupação patológica, raiz da ansiedade generalizada, tem tratamento eficaz com ou sem o uso de medicamentos.

Artigo de autoria do Dr. Lincoln c. Andrade. Permitida e reprodução e divulgação desde que citada a fonte (autor e site, www.lincolnandrade.com.br).

*Dr. Lincoln C. Andrade é médico psiquiatra com residência médica  pelo hospital das clínicas da USP (HC/RP-USP), especializado no atendimento de pacientes em crise emocional, estresse elevado, medo e pânico. Tem vinte anos de experiência na área. É também especialista em sexualidade humana pelo projeto sexualidade do hospital das clínicas da faculdade de medicina da USP (HC/USP). Criou e mantém em sua clínica o programa CALMA, para tratamento do transtorno de pânico, e o o Centro de  relaxamento profundo, de medicina mente e corpo. Dr. Lincoln também mantém um canal no youtube, a Escola de saúde mental, para o ensino gratuito sobre saúde mental e qualidade de vida.

Atendimento presencial, domiciliar e por telemedicina (para todo Brasil). Agendamento de consultas pelos fones (41) 30391890 e 996437333.

"Clínica Dr. Lincoln Andrade, a clínica de referência no tratamento do estresse elevado,  ansiedade, pânico e crises nervosas em Curitiba".

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário