fbpx

O idoso atirador de Curitiba e os cuidados psiquiátricos domiciliares

No dia 07 de outubro de 2019 houve grande medo e tumulto no bairro mercês em Curitiba, após um idoso de 74 anos disparar mais de 60 tiros de arma de fogo na casa onde mora, onde também se encontravam sua mãe de 99 anos e sua cuidadora, segundo informações veiculadas na imprensa. As ruas e predios vizinhos ficaram interditados pela polícia durante 5 horas. A polícia chegou a posicionar atiradores de elite no entorno, mas felizmente tudo acabou sem feridos ou mortos.

Este fato revela uma faceta pouco conhecida da saúde mental da população: os  idosos com histórico de doenças psiquiátricas ao longo da vida e os que desenvolvem quadros psiquiátricos associados ao envelhecimento.

Esses quadros psiquiátricos em idosos podem envolver transtornos mentais graves, de longo curso, transtornos ligados à doença de Alzheimer (quando com alterações graves de comportamento), assim com surtos psicóticos ligados a alterações neurológicas ou doenças físicas com potencial para causar perda da noção de realidade (delírios e alucinações).

Para quem não sabe, uma simples infecção urinária pode causar desorientação e experiências alucinatórias e delírios em idosos debilitados, que em consequência podem agir com se estivessem em outra realidade. Pode ter sido o caso do idoso do bairro mercês, disparando ao estar vivenciando um estado confusional agudo. Quando escrevi este texto ainda não havia informações na imprensa a respeito do estado mental e físico do idoso em questão.

Situações de alto risco, como a do idoso que efetuou os disparos, não são comuns, sendo mais frequentes as dificuldades associadas ao manejo do doente quanto às necessidades de vida diária. Alguns exemplos são o cuidado com o banho, a alimentação, o sono ou mesmo perambulação na casa durante a noite. As vezes gritos e pedidos de socorro em situações delirantes ou de desorientação dentro da própria residência fazem com que os vizinhos pensem que está havendo maus tratos com o doente e acionem a polícia.

Portanto, o triste e assustador ocorrido com o idoso do bairro mercês é oportuno para lembrar que quadros psiquiátricos podem ocorrer em forma de surtos agudos mesmo em idosos sem histórico psiquiátrico. Idosos que vêm apresentando alterações preocupantes de comportamento e humor devem ser avaliados por psiquiatras experientes em psiquiatria geriátrica o mais brevemente possível, para evitar agravamento do comportamento problema.

Os cuidados com a saúde do idoso são uma necessidade crescente diante do rápido envelhecimento da população brasileira. E em poucos anos teremos no Brasil uma população idosa significativa, que precisará de cuidados especializados em saúde mental.

Para o atendimento de idosos, e para pessoas que porventura necessitem de atendimento em casa, a clínica Dr. Lincoln Andrade oferece o atendimento psiquiátrico domiciliar . Esta modalidade avançada de atenção em saúde mental envolve consultas e também suporte psiquiátrico completo no domicílio quando necessário, incluindo atenção  psicológica e cuidados de e enfermagem. Estamos a disposição para agendamento pelos fones (41) 30391890 e 996437333.

Dr. Lincoln C. Andrade é médico psiquiatra, com residência médica pelo HC/USP, especializado no atendimento de pessoas em crise emocional, estresse, transtornos de ansiedade e pânico. Tem vinte anos de experiência no atendimento de pessoas em crise emocional de qualquer origem. Criou e mantém em sua clínica o programa CALMA, especializado no tratamento de ansiedade e pânico. Inaugurou recentemente o serviço de psiquiatria domiciliar e home care psiquiátrico da clínica Dr. Lincoln Andrade. Agendamento de consultas pelos fones (41) 30391890 e 996437333.

"Clínica Dr. Lincoln Andrade, a clínica de referência no tratamento do estresse elevado,  ansiedade, pânico e crises nervosas em Curitiba".

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário