fbpx

Como lidar com a culpa e arrependimento

O sentimento de culpa afeta quase todas as pessoas em algum momento da vida, e tem duas origens diferentes: a culpa impostas a nós durante a infância e a culpa auto imposta.

Um bom exemplo de culpa imposta a nós durante a infância é a culpa sexual, quase sempre imposta pelos pais ou pela religião. Já os exemplos de culpas auto impostas são aqueles causados por nossos atos, ou quando somos manipulados por outras pessoas para nos sentirmos culpados, e aceitamos a manipulação.

As fontes de culpa são diversas, mas as fontes mais comuns são:

  • as culpas impostas pelos pais às crianças
  • a culpa entre cônjuges
  • a culpa provocada pelos filhos
  • pela escola, pela religião.

Quando o sentimento de culpa vem da infância e foi imposto a nós sem justificativa, só serve para nos fazer sofrer, pois pode ter ficado registrado profundamente em nossa mente e assim nos causar dor no presente.

Mas o sentimento de culpa tem uma utilidade importante na vida de todos nós, que é nos fazer aprender alguma lição com nossos erros, e não repeti-lo. Acontece porém que um sentimento intenso de culpa tende a nos manter presos no passado, mesmo vivendo no presente. Ficamos repassando o evento que nos causa o sentimento de culpa como se fosse possível modificar o passado, uma atitude totalmente inútil, que consome energia e tempo, e não resolve nada.

Para lidar com a culpa e eliminá-la de modo correto, siga os passos abaixo:

  • Aprenda a lição que seu erro lhe ensinou, para não repeti-lo
  • Entenda que o passado não pode ser mudado, não importando como você se sente ou qual o motivo da sua culpa
  • Se for possível corrigir ou atenuar seu erro, faça isso sem demora
  • Se o motivo da culpa é justo e seu ato irremediável, aceite as consequências com humildade e resignação.
  • Não tente atribuir a culpa de seu ato à outra pessoa. Isso só serve para piorar sua autoestima
  • Se a culpa se deve devido a uma decisão desastrosa que você tomou, que causou prejuízo a outra pessoa ou à você mesmo, aceite que somos todos imperfeitos e que estamos neste mundo para aprender e crescer. Ficar eternamente culpado somente piora sua dor
  • Caso a culpa se deva a uma atitude deliberada que você tomou, entenda que sentir-se culpado não fará de você uma pessoa melhor, e manterá você preso ao passado. Como disse Jesus Cristo, " - Vá e não peque mais"
  • Pergunte a si mesmo se há algo errado com seu sistema de valores pessoais, ou se você sente culpa por estar aceitando o sistema de valores de outra pessoa sem reflexão
  • Adote o hábito de sempre avaliar as consequências de seus atos
  • Aprenda a lidar com os desapontamentos alheios. Você não é obrigado a deixar todo mundo feliz à sua volta
  • Após seguir as orientações acima, não mais se permita consumir pela culpa, e utilize seu tempo para tomar atitudes positivas, que melhorem sua autoestima
  • Gaste algum tempo analisando detalhadamente casa uma das orientações acima. Não seja superficial se a culpa é um problema para você.
  • Finalmente, caso as orientações acima sejam insuficientes, talvez você precise de tratamento psicológico ou com um psiquiatra. Se for o caso não se detenha por preconceito, procure auxílio de um bom profissional!

Artigo de autoria do Dr. Lincoln c. Andrade. Permitida e reprodução e divulgação desde que citada a fonte (autor e site, www.lincolnandrade.com.br).

*Dr. Lincoln C. Andrade é médico psiquiatra com residência médica  pelo hospital das clínicas da USP (HC/RP-USP), especializado no atendimento de pacientes em crise emocional, estresse elevado, medo e pânico. Tem vinte anos de experiência na área. É também especialista em sexualidade humana pelo projeto sexualidade do hospital das clínicas da faculdade de medicina da USP (HC/USP). Criou e mantém em sua clínica o programa CALMA, para tratamento do transtorno de pânico, e o o Centro de  relaxamento profundo, de medicina mente e corpo. Dr. Lincoln também mantém um canal no youtube, a Escola de saúde mental, para o ensino gratuito sobre saúde mental e qualidade de vida.

Atendimento presencial, domiciliar e por telemedicina (para todo Brasil). Agendamento de consultas pelos fones (41) 30391890 e 996437333.

 

Assista ao vídeo

"Clínica Dr. Lincoln Andrade, a clínica de referência no tratamento do estresse elevado,  ansiedade, pânico e crises nervosas em Curitiba".

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário