fbpx

Transtornos conversivos: quando déficits neurológicos tem origem emocional

Transtorno conversivo se refere a quadros clínicos cuja característica principal é a ocorrência de sintomas neurológicos, geralmente de aparecimento súbito, mas sem causa orgânica identificável no exame neurológico ou nos exames complementares.

O termo "conversivo" vem dos tempos de Freud, médico austríaco e pai da psicanálise, que considerava os sintomas conversivos como uma" conversão" de sintomas emocionais em sintomas neurológicos. Atualmente esse entendimento não é mais o mesmo, mas o nome do transtorno psiquiátrico permanece o mesmo.

Os sintomas conversivos podem envolver sistemas neurológicos sensoriais e motores, sempre como déficits neurológicos, como perda da visão, surdez, perda do sentido tátil, perda da voz e paralisia muscular, entre outros sintomas.

De modo desconcertante, os pacientes conseguem funcionar normalmente, mas parecem não reconhecer essa capacidade, como ocorre com pessoas cujo sintoma conversivo é a paralisia, mas que saem correndo diante de uma situação de medo. Outro exemplo é alguém com cegueira de origem conversiva, mas que desvia obstáculos em seu caminho. Frequentemente o quadro surge após uma situação de estresse agudo, mas nem sempre.

Uma pesquisa realizada com pessoas com transtorno conversivo mostrou que até 10% das pessoas com transtorno conversivo podem evoluir com doenças neurológicas em até 2,5 anos após o aparecimento do transtorno, o que pode indicar que se tratava de pessoas com quadro neurológico ainda indefinido, mas que foram erroneamente diagnosticadas como conversivas.

É fundamental, portanto, que o paciente conversivo seja avaliado rigorosamente tanto por bons clínicos como por neurologistas experientes, para evitar erros diagnósticos. O transtorno conversivo é um diagnóstico psiquiátrico de exclusão, adotado quando nenhuma alteração orgânica é encontrada.

O diagnóstico não é fácil e o tratamento dependerá de cada paciente, geralmente com bom resultado.

Texto de autoria do Dr. Lincoln Cesar Andrade*

Permitida a reprodução e divulgação desde que citada a fonte (autor e site).

*Dr. Lincoln C. Andrade é médico psiquiatra com residência médica  pelo hospital das clínicas da USP (HC/RP-USP), especializado no atendimento de pacientes em crises emocionais, estresse elevado, medo e pânico. Tem vinte anos de experiência na área. É também especialista em sexualidade humana pelo projeto sexualidade do hospital das clínicas da faculdade de medicina da USP (HC/USP). Criou e mantém em sua clínica o programa CALMA, para tratamento do transtorno de pânico, e o o Centro de  relaxamento profundo, de medicina integrativa, mente e corpo. Dr. Lincoln também mantém um canal no youtube, a Escola de saúde mental, para o ensino gratuito sobre saúde mental e qualidade de vida.

Atendimento presencial, por telemedicina (para todo Brasil) e domiciliar. Agendamento de consultas pelos fones (41) 30391890 e 996437333.

"Clínica Dr. Lincoln Andrade, a clínica de referência no tratamento do estresse elevado,  ansiedade, pânico e crises nervosas em Curitiba".

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário