fbpx

Disfunção erétil de origem psicológica (ansiedade de desempenho)

Disfunção erétil (antigamente chamada incorretamente de impotência) psicológica é aquela que ocorre sem que uma causa orgânica seja identificada. Pode ocorrer em homens de qualquer idade, solteiros ou casados.

A disfunção erétil psicológica (psicogênica é a expressão médica) tem como causa a intromissão de pensamentos que causam ansiedade antes ou durante o ato sexual, e  também é chamada de ansiedade antecipatória ou de desempenho.

Acontece geralmente quando desde o início da vida sexual o homem vem apresentando falhas de ereção, mais frequentemente quando diante de novas parceiras.

Na prática acontece o seguinte: diante da possibilidade de um contato íntimo com uma mulher, o homem teme falhar. Teme não conseguir obter ou mesmo perder a ereção. Lembra-se de falhas de ereção que ocorreram anteriormente. Outros pensamentos ansiogênicos surgem a reboque: vergonha, humilhação, vexame durante o ato sexual. Começa assim um circulo vicioso de preocupações e aumento de ansiedade.

Quando o ato sexual acontece, o homem tenta prestar atenção simultaneamente na mulher e no pênis, observa se o pênis está flácido ou ereto, se está reagindo aos estímulos. Assim, acaba por não focar nos estímulos físicos e eróticos da parceira, e se concentra no funcionamento do pênis. Com isso a tensão aumenta, e a falha de ereção está garantida.

No consultório o homem relata que no momento da intimidade sexual sente como se o pênis estivesse desligado do corpo, como se não tivesse pênis, pois não sente qualquer sinal de ereção. Nesse momento a antecipação da falha sexual e a angústia tomam conta, e a relação sexual acaba não acontecendo.

Desconcertado, o homem se constrange, não sabe como agir, se sente humilhado. E ao se sentir humilhado estará se sensibilizando emocionalmente e reforçando o mecanismo que pode conduzir a novas falhas de ereção em futuros contatos íntimos.

O tratamento depende de rigorosa avaliação do histórico emocional e sexual do homem, e  ocorre com terapia sexual. Algumas situações podem requerer o uso de medicamentos. Quanto mais jovem o homem, maior a chance de estar apresentando uma disfunção sexual psicológica. Já homens com disfunção orgânica, geralmente com mais de 50 anos, tendem a apresentar disfunção erétil de origem mista, psicológica e orgânica.

Uma palavra de advertência: se você leu este texto e percebeu que sofre de disfunção erétil psicogênica, tome cuidado com aqueles que oferecem tratamentos milagrosos.

Infelizmente, há quem se aproveite da ansiedade do homem, e do sigilo que o mesmo mantém a respeito de sua disfunção sexual, para cobrar preços exorbitantes e prometer resultados rápidos, o que não costuma funcionar. Falsas promessas geram muita frustração e descrença quanto a possibilidade de tratamento eficaz.

Como na prática médica em geral, o profissional de sexologia precisa ter  antes de tudo ética e respeito pelo sofrimento do paciente.

Texto escrito pelo Dr. Lincoln C. Andrade

Permitida a reprodução e divulgação, desde que citada a fonte (autor e site)

Dr. Lincoln Andrade é medico psiquiatra, com residência médica pelo hospital das clínicas da USP (HC/RP). É especializado no tratamento de pessoas em crise emocional, estresse, ansiedade e pânico. É Especialista em Sexualidade Humana pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, com quase 15  anos de experiência atendendo pessoas e casais com problemas afetivos e sexuais. Agendamento de consultas pelos fones (41) 30391890 e 996437333.

"Clínica Dr. Lincoln Andrade, a clínica de referência no tratamento do estresse elevado,  ansiedade, pânico e crises nervosas em Curitiba".

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário