fbpx

Casamentos podem sobreviver à infidelidade?

Ao contrário do que as pessoas costumam dizer em rodas de amigos, de que não admitiriam traição em hipótese alguma, dificilmente um casamento se desfaz após a descoberta de infidelidade de um dos parceiros.

O que geralmente acontece, passado o "tsunami" emocional que costuma ocorrer imediatamente após a descoberta de infidelidade, é uma fase de reflexão a respeito das causas da traição, causas essas que podem ser múltiplas.

A infidelidade conjugal pode ocorrer devido a imaturidade, carência afetiva, período de estresse conjugal intenso, desejo puro e simples, embriaguez ou mesmo de modo seriado, repetitivo, isso para citar apenas algumas possibilidades.

Muitas pessoas, ao saberem ter sido traídas, saem contando para todos os amigos e familiares o ocorrido, somente para se arrependerem tempos depois, quando acabam por retomar a relação amorosa.

Na realidade, parte significativa das pessoas traídas acaba por recomeçar a relação, o que não quer dizer que tudo voltará a ficar como era antes, pois o relacionamento tenderá a melhorar ou piorar. Não existe o meio termo. Perdoar a traição é algo muito diferente de esquecer a traição e superar a ferida emocional resultante. Esta costuma ficar como uma herança maldita para o casal.

Dependendo da motivação da traição o casal pode perceber que tem estado muito afastado ou disfuncional, e ambos podem se dispor a voltar a investir de verdade no relacionamento.

Quando a pessoa  prejudicada pela traição do parceiro se sente incapaz de superar a traição só há 2 caminhos a seguir: procurar auxílio com profissional especializado em relações amorosas e infidelidade ou decidir pela separação conjugal. Do contrário pode-se esperar desgaste, cobranças contínuas e busca de reparação da parte prejudicada. Com isso o relacionamento  e o ambiente familiar se transformam em zona de guerra.

Texto escrito pelo Dr. Lincoln C. Andrade*

Permitida a reprodução e divulgação desde que citada a fonte (autor e site)

*Dr. Lincoln C. Andrade é médico psiquiatra com residência médica  pelo HC/RP-USP, especializado no atendimento de pacientes em crises emocionais, estresse elevado, medo e pânico. Tem vinte anos de experiência na área. É também especialista em sexualidade humana pelo projeto sexualidade do hospital das clínicas da faculdade de medicina da USP (HC/USP). Agendamento de consultas pelos fones (41) 30391890 e 996437333.

 "Clínica Dr. Lincoln Andrade, a clínica de tratamento da crise emocional em Curitiba."

*A clínica Dr. Lincoln Andrade não se destina ao atendimento de pacientes muito agitados, agressivos ou intoxicados por álcool ou drogas, que devem ser atendidos em  pronto-atendimento psiquiátrico hospitalar.

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário