Transtorno bipolar do humor e comorbidades psiquiátricas e clínicas

Comorbidade significa a presença de mais de um transtorno ou doença em uma mesma pessoa, clínica ou psiquiátrica, o que é a regra e não a exceção quando se trata de transtorno afetivo bipolar.

Conheça abaixo as comorbidades mais frequentes do transtorno bipolar:

  1. Abuso e dependência de bebidas alcoólicas e drogas: além de comum, a comorbidade entre transtorno bipolar e abuso e dependência de álcool e drogas está associada a maior taxa de recaídas, baixa adesão ao tratamento, humor depressivo e maior risco de comportamento violento e suicídio. Envolve consumo de maconha, cocaína, sedativos e anfetaminas frequentemente. Homens fazem uso de álcool em maior número e mulheres se tornam dependentes com mais facilidade.
  2. Transtornos de ansiedade: é comum a comorbidade entre transtorno bipolar e os diversos transtornos de ansiedade, com especial importância para o transtorno  de pânico, o transtorno de ansiedade social e a fobia social. Essas comorbidades estão claramente relacionadas com pior evolução do transtorno bipolar ao longo do tempo. Certos episódios de depressão agitada bipolar podem se parecer com transtornos de ansiedade grave e conduzir a um tratamento incorreto. Pacientes bipolares com transtorno de pânico compõem a comorbidade mais comum entre os transtornos de ansiedade e  apresentam episódios depressivos mais facilmente, maior risco de suicídio e funcionamento global pobre. As crises de pânico são também muito mais frequentes entre bipolares com transtorno de pânico.
  3. Transtorno de deficit de atenção e hiperatividade: A comorbidade entre transtorno bipolar e TDHA  não só é frequente como os sintomas de ambos os transtornos podem se sobrepor, dificultando o diagnóstico, principalmente entre adolescentes. Essa comorbidade também aumenta o risco de uso abusivo de álcool e drogas.
  4. Transtornos alimentares: a comorbidade parece ser mais comum na bulimia, mas pode haver anorexia e compulsão alimentar periódica. As pesquisas apontam também taxa maior de transtornos alimentares entre bipolares do que na população geral.
  5. Transtornos de personalidade
  6. Transtorno de controle dos impulsos
  7. Parafilias e transtornos sexuais associados à parafilia. 

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário